Quanto custa viajar para o Caribe

Post atualizado em 24/09/2015

De um modo geral viajar para o Caribe não é barato. Ainda mais com a recente alta do dólar que atingiu a maior cotação da história. Porém, há diversos fatores que podem influenciar no custo total da viagem que pode variar muito dependendo da época do ano em que se viaja, do hotel escolhido, do preço da passagem aérea e do custo para aproveitar o destino, como passeios, transporte e alimentação.

Ainda assim, acreditamos que o Caribe é um destino acessível para toda pessoa que fizer um bom planejamento, pesquisar bastante e preparar um bom orçamento. Preparamos algumas informações para ajudá-lo a calcular o custo de sua viagem.

Mar azul turquesa no Caribe

Vale a pena economizar para conhecer o mar do Caribe pelo menos uma vez na vida


Quando viajar?
A época do ano influencia bastante no custo da viagem. A alta temporada no Caribe vai de dezembro a abril, época em que os turistas correm do frio do inverno no hemisfério norte para as águas quentes do Caribe. Portanto, não precisa nem dizer que nesse período é mais caro viajar para lá. Nos meses de maio a novembro há menos turistas então o preço dos hotéis costuma cair bastante e o preço dos passeios para conhecer a região também podem ser mais baratos. Se você fizer uma pesquisa no Booking, ou outro site de sua preferência, vai perceber a diferença no preço das diárias, portanto escolha o período que melhor cabe no seu bolso.

Para onde ir?
A escolha do destino é fundamental para calcular o custo total da viagem. Algumas ilhas possuem um custo de vida bem mais alto do que outras e isto pesa para os turistas também. Uma dica para entender quão caro pode ser o destino é avaliar a moeda do país.

Algumas ilhas são muito mais caras, como St. Barth cuja moeda corrente é o euro. Barbados utiliza o dólar barbadiano que possui uma cotação praticamente fixa em relação ao dólar de 2 para 1 (US$ 1 = B$ 2). Assim, mesmo com a desvalorização do real, podemos esperar preços mais acessíveis para nós brasileiros.

De um modo geral, a moeda corrente de todo o Caribe é o dólar americano, você vai encontrar muitas coisas cotadas nesse moeda. Mas não é apenas a moeda que determina o custo do país, é importante ter uma ideia do valor de uma refeição e o custo de transporte, por exemplo. Portanto, pesquise bem o destino escolhido para não se surpreender quando chegar lá.

Viajar por agência de turismo ou por conta própria?
Programar uma viagem por conta própria pode dar bastante trabalho, mas avaliando o custo pode ser uma vantagem, pois dá muito mais flexibilidade para montar a viagem. Isso inclui aproveitar promoções de passagens aéreas e pesquisar por hotéis mais baratos, o que às vezes não é possível em pacotes já fechados em agências.

Uma vantagem em utilizar as agências de turismo é a possibilidade de parcelamento do valor da viagem. Também há períodos promocionais em que os pacotes podem ser contratados. Outra opção muito comum hoje são os sites de compras coletivas, mas é importante entender bem as condições oferecidas para concluir se a vale a pena fechar o negócio.

Hotel all-inclusive vale a pena?
Essa escolha é bastante pessoal. Se o seu objetivo é apenas relaxar e curtir o hotel sem se preocupar muito em conhecer a região então essa escolha vale a pena. Ter as refeições já inclusas no custo da diária do hotel com certeza irá ajudá-lo a controlar o orçamento, mas isto não significa menos gastos no total da viagem, pois podem existir opções mais baratas em restaurantes da região.

Os hotéis com todas as refeições inclusas são bastante comuns em Punta Cana e Cancún. Punta Cana provavelmente possui o melhor custo/beneficio do Caribe e se sua viagem for para lá a sua opção será por um hotel all-inclusive. Já em Cancún pode valer mais a pena ficar em um hotel simples e aproveitar os inúmeros restaurantes da região. Além disso, Cancún tem muitas atrações e ficar apenas no hotel pode ser um desperdício. Portanto, este é assunto em que você não ira avaliar somente o custo do hotel, mas também o objetivo de sua viagem.

Utilizar o transporte público ou aluguel de carro?
Muitos países do Caribe tem um transporte público eficiente, assim é possível economizar bastante utilizando apenas o transporte da região. É claro que o aluguel de um carro lhe dará muito mais mobilidade, conforto e a possibilidade de conhecer mais lugares. Vale a pena alugar um carro por pelo menos alguns dias, mas procure entender bem como funciona o transporte da região para não precisar de um carro ou táxi todos os dias.

Tocar os pontos do cartão por passagens aéreas
Hoje em dia usamos o cartão de crédito para pagar quase tudo. É claro que não vamos fazer gastos desnecessários somente para acumular pontos, mas a transferência dos pontos do cartão de crédito para um programa de milhagem pode ser uma ótima oportunidade para garantir uma passagem para o Caribe. É bom ficar atento na taxa de conversão do seu banco e acompanhar os pontos do cartão.

No Smiles, o programa de milhas da Gol, é possível emitir passagens para Aruba, Barbados, Punta Cana e Tobago, além de outros destinos viajando com companhias aéreas parceiras da Gol. Recentemente encontramos passagens para Aruba e Punta Cana por 15 mil milhas cada trecho. O LifeMiles da Avianca e o ConnectMiles da Copa são outros exemplos de programas de milhas. Além dos pontos do cartão, você também acumula milhas quando viaja por uma dessas companhias ou comprando produtos em empresas parceiras.

Com a alta do dólar está mais difícil de acumular pontos, pois a conversão dos gastos do cartão de crédito para os pontos é feita em dólar. Em média a cada 1 dólar gasto você ganha de 1 a 2 pontos, dependendo do cartão que possui. Além disso, a crise econômica atual diminuiu o poder de compra, por isso acumular pontos tem sido uma tarefa árdua para muitos. Ainda assim, se você ainda não utiliza seus pontos para trocar por milhas aéreas vale a pena se aprofundar mais neste assunto.

Fique de olho também nas promoções de passagens aéreas para o Caribe divulgadas aqui mesmo no blog. Sabemos que o valor da passagem aérea pode representar um custo significativo no total da viagem, portanto é importante ficar atento aos preços.

Com um bom planejamento e bastante pesquisa será possível planejar uma viagem para o Caribe que caiba no seu bolso!